Hero Quest

Sogoken 12/07/2017

Jogos AAA só tem gráficos / Remedy vira casaca / Atualizações dos Games

2017W28

Chegando com as notícias que me chamaram atenção da semana 28 de 2017


Jogos AAA só tem gráficos


Warren Spector, criador do Deus Ex, disse em entrevista com a IGN que não tem nenhum interesse em desenvolver jogos AAA. Para quem não sabe, jogos AAA são os jogos onde as produtoras investem muito dinheiro e geralmente estão sempre entre os melhores jogos, pois um jogo Triple A é um que preza a qualidade, ou pelo menos deveria ser assim.

Segundo Spector, os custos de produção e a pressão para gerar lucro nos jogos AAA, acabam criando uma estagnação na criatividade, então os jogos continuam sendo iguais e a unica coisa que muda são os gráficos.

É interessante esse ponto de vista, pois o mercado de jogos não deixa de ser um mercado, então o objetivo aqui é ganhar dinheiro. Obviamente quanto mais dinheiro investido, maior o risco de perda, e por isso as grandes produtoras preferem investir em uma fórmula mais segura para garantir o retorno do dinheiro investido.

Por essa razão vemos tanta continuação (Final Fantasy 15 por exemplo, logo logo chegamos no 30), ou remakes/remaster, que é o mesmo jogo que o público já ama, só que com gráficos melhores, utilizando a tecnologia atua. Obviamente é um investimento mais seguro, porque eles sabem que já existe um público que consumirá este produto.

Outro complicador, é que com a tecnologia atual, um jogo a 720p já não é aceitável, o standard hoje em dia é 1080p, e logo será 4k. Quanto maior a resolução, mais polígonos, mais detalhes tem que ser adicionados, o que sobe muito o custo de produção de um jogo, porque se antigamente uma equipe de 30 pessoas produzia um super jogo, hoje em dia precisamos de centenas ou milhares de pessoas para produzir um jogo nos padrões atuais.

Antigamente justamente pelo custo de produção ser menor, era comum ver as produtoras experimentarem muito mais. Por exemplo no tempo do PS2, ainda vemos jogos que eram jogos B, que não tinha tanto investimento mas tentava ideias novas, como God Hand e Katamari por exemplo.

Hoje em dia, essa responsabilidade está com os desenvolvedores Indie. São nesses jogos que vemos as verdadeiras inovações, e quando algo dá certo, as grandes produtoras logo copiam, mas particularmente não acho isso saudável.

Por mais que o jogos indie inovem, eles sempre serão indie, ou seja, sempre terão recursos limitados e com pouco recurso, ficando difícil aproveitar 100% do potencial dos desenvolvedores, porque se o jogo faz muito sucesso, alguma produtora grande vai comprar a produtora indie que fez sucesso, e acaba caindo no sistema “seguro”, que sempre faz mais do mesmo.

Hoje temos ou jogos AAA ou jogos Indie, já não existe jogos B, que seriam um meio termo. Muita gente fala que a Microsoft matou a RARE, mas na verdade quem matou a RARE foi o modelo atual do mercado de jogos.

Evolução dos Jogos

Remedy decide criar jogos multiplataforma


Sam Lake, diretor criativo da Remedy, que é desenvolvedora de jogo como Max Payne, Alan Wake e Quantum Break, disse que apesar da boa relação com a Microsoft, optaram por criar jogos multiplataforma.

Segundo Sam, ao criar um jogo, o desenvolvedor quer que sua criação chegue ao maior número de pessoas possíveis, e por isso optaram a também desenvolver para o Playstation 4.

Muito ligado com o tópico anterior, uma desenvolvedora produz jogos para ganhar dinheiro. Entre desenvolver jogos exclusivos para uma plataforma que tem poucos utilizadores, ou criar jogos para a plataforma que tem uma base maior instalada, é óbvio que a segunda opção é mais rentável.

Ok Sam, entendemos que na hora do aperto, boa relação não paga as contas.

Remedy

Yoko Taro lista seus jogos favoritos do Playstation 4


Yoko Taro, criador de Nier, divulgou a lista dos seus 7 jogos favoritos.

Resogun
Final Fantasy XV
Horizon Zero Dawn
Gravity Rush / Gravity Rush 2
Danganronpa series
Life is Strange
The Last Guardian

O legal dessa lista que alguns jogos como Gravity Rush e Danganronpa foi meio que puxação de saco, porque o Yoko é amigo do Keiichiro Toyama e Kazutaka Kodata, respectivos criadores dos jogos citados.

Outro ponto curioso é que FF15 demorou 10 anos para ser lançado, certo? Então enquanto ele tava trabalhando em jogos como Nier, Drakengard 3 e Nier Automata, ele comentou que ficava com medo do FF15 ser lançado e roubar a cena, porque também é um RPG focado na ação.

Atualizações dos games


Alguns jogos receberam atualização:

Mass Effect Andromeda
Bioware lançou update 1.09 que ainda tenta corrigir as expressões faciais e também removeu o DRM de proteção contra pirataria.

Half Life
Depois de 19 anos Half Life recebeu atualização corrigindo alguns bugs que foram reportados pela comunidades. Interessante que a Valve se preocupa em atualizar o jogo, mas lançar Half Life 3 que é o que a galera quer, nada feito.

Horizon Zero Dawn
A Guerrilla Games adicionou novas funcionalidades na versão 1.30. Além de corrigir alguns bugs, foi adicionado uma dificuldade Ultra Difícil, a opção de New Game+, e também atualização de customização de alguns equipamentos.

Mass Effect Andromeda

Falcom está interessada no Nintendo Switch


Toshihiro Kondo, presidente da Nihon Falcom, tem interesse em lançar os seus jogos no Nintendo Switch.

Para quem não sabe a Nihon Falcom é responsável por jogos como Legend of Heroes e Ys. Atualmente eles produzem jogos para consoles da Sony e para PC também. O único problema é que muitos títulos ainda não foram trazidos para o ocidente, mas graças a XSEED, esse cenário está mudando.

Só quero que traduzam o Legend of Heroes: Trails Cold Steel III o quanto antes. Independente do console que sair eu vou jogar, porque é um jogão que poucos conhecem. Um dia ainda faço um artigo separado só falando desse jogo.

Legend of Heroes Trails Cold Steel III

Bom acho que para essa semana isso seria tudo.
Até a próxima semana!

FacebookTwitterGoogleTumblrReddit