Hero Quest

Sogoken 04/07/2017

O desafio começou

Maratona Dragon Quest

Vamos fazer uma maratona de Dragon Quest, onde jogaremos todos os títulos e analisaremos um por um.


Não sei se já comentei isso aqui, mas quando se trata de videogames, minha especialidade é RPG. A razão disso é simples, o que geralmente me atrai em um jogo é a história e/ou evolução do personagem. E esses dois fatores, geralmente são os principais elementos de um RPG, principalmente do jRPG.

Para quem não sabe, Dragon Quest foi o primeiro jRPG criado. Seu primeiro jogo foi baseado em duas grandes franquias do ocidente (Última e Wizardry), e chegou no mercado Japonês em 1986.

O ano de 1986 por acaso, foi o mesmo ano em que eu nasci, e jRPG por acaso é um dos estilos de jogos que eu mais gosto. A pergunta aqui é: Porque eu nunca joguei Dragon Quest? Afinal de contas é o pai dos jRPGs, que criou muitas das mecânicas que são utilizadas até hoje, e que é considerado por todos um verdadeiro clássico, batendo de frente com outras franquias como Final Fantasy.

Dragon Quest Vs Final Fantasy

Outro ponto importante de comentar, é que Dragon Quest é bastante popular no Japão, tão famoso que foi criado uma lei proibindo lançar um novo jogo da franquia durante dia de semana, pois várias pessoas matavam aula, ou não iam trabalhar para colocar as mãos no novo título. Mas aqui no ocidente, Dragon Quest quase não é conhecido.

​Para falar a verdade eu já tentei jogar Dragon Quest VIII no passado, mas foi uma experiência frustrante, pois eu tinha muita expectativa, e o jogo não me entregou aquilo que eu esperava, e acabei deixando ele de lado depois de algumas horas de jogatina, ficando sem entender porque tantas pessoas adoravam aquela franquia.​

Além disso Dragon Quest é ilustrado por Akira Toriyama, que é só o autor de Dragon Ball. E eu como sou fã de Dragon Ball, imediatamente esperei por batalhas épicas, explosões de KI e destruições de planetas, mas nada disso aconteceu enquanto jogava Dragon Quest. Viu só? Expectativas lá no alto.

Dragon Quest Gohan

Mas chega de enrolação.

Com o sucesso de Dragon Quest Builders, Dragon Quest Heroes e Heroes 2, além da vinda de Dragon Quest XI, decidi dar outra chance para franquia.

Mas dessa vez vamos ser hardcore. vamos fazer uma maratona de Dragon Quest. E isso significa que vou jogar os jogos principais da franquia:

Dragon Quest
Dragon Quest II
Dragon Quest III
Dragon Quest IV
Dragon Quest V
Dragon Quest V
Dragon Quest VII
Dragon Quest VIII

Nessa sequência, com um olhar analítico, considerando a época, as inovações e os marcos de cada título, para finalmente entender porque tantas pessoas amam essa franquia enquanto outras simplesmente desistem depois de horas de Grind (e falta de Kamehameha no meu caso).

Saberei a verdade e colocarei aqui as análises de cada jogo, para que as gerações futuras possam saber um pouco mais do que esperar de cada título, antes de se aventurarem nessa franquia.

Fila Dragon Quest

OBS:
Dragon Quest IX foi feito para ser jogado em grupo, e portanto não sei se vale a pena jogar sozinho.
Dragon Quest X é totalmente online, e por enquanto só está disponível no Japão.

Para quem não sabe, o nome Hero Quest também foi influenciado por Dragon Quest, então é mais do que justo dar uma segunda chance. E sim, segunda chance, porque eu particularmente não gosto dessa série, pelas seguintes impressões que o Dragon Quest VIII me deu:

- Jogo com mecânicas antigas.
- Desbalanceamento, obrigando o Grind, ou morrerá para inimigos simples do mapa.
- História lenta e desinteressante.

Mas posso estar totalmente enganado, e eu espero que eu realmente esteja errado, por isso estou dando essa segunda chance, pois quero conhecer a fundo essa franquia, e quero que ela faça parte da minha vida, justamente pelos motivos que já citei acima. Se tanta gente gosta, é porque deve ter algo bom, e se é bom, eu também quero.

Mas como são vários jogos, acredito que levará alguns meses, ou até mesmo anos para terminar-los.

Me desejem sorte.

FacebookTwitterGoogleTumblrReddit