Hero Quest

Sogoken 10/10/2017
Pokemon Conquest

O tático de baixo custo

Pokemon Conquest

A Koei tenta levar o gênero tático ao público mais jovem, utilizando pokémons como chamativo.

  • Nome: Pokemon Conquest
  • Plataforma: NDS
  • Lançado: 18/06/2012
  • Finalizado: 10/10/2017
  • Duração: 12 Horas

intro

Raramente eu costumo jogar o mesmo jogo mais de uma vez. Mas este título eu tive que jogar novamente, porque é um jogo que eu não esperava nada e conseguiu superar todas as expectativas que eu não tinha.

Pokémon Conquest é um RPG tático que mistura o mundo de Pokémon com o mundo de Nobunaga's Ambition. Ele foi originalmente produzido pela Tecmo Koei em 18/06/2012. Seria este um título realmente bom, ou estaria eu cego pela nostalgia?

Pokemon Conquest Personagens


Parte Boa

Nova maneira de jogar Pokémon

Para quem não conhece, Nobunaga's Ambition é um jogo onde temos que dominar “o mundo”, algo bem parecido com Civilization, mas geralmente o ambiente é baseado na história dos Três Reinos que é um período bem famoso da China que inspirou várias outras histórias e jogos como Dynasty Warriors por exemplo.

O que a Koei fez aqui, foi pegar esse conceito e aplicar em Pokemon. Basicamente temos que conquistar os 17 reinos, sendo que cada reino tem como base determinado tipo de Pokémon, por exemplo, reino dos Pokémons de fogo, de água, de gelo, de lutadores, de aço, etc etc.

Mecanicamente falando é um jogo tático por turnos, bem simplificado, que leva em consideração as vantagens e desvantagens que cada pokémon tem. Por exemplo, fogo é forte contra grama, mas é fraco contra água, e água é fraco contra eletricidade, que é fraca contra terra, etc ,etc.

Essa é uma abordagem bem interessante para a franquia, pois essa mecânica de pokémon se encaixa bem em um jogo tático, lembrando bastante a renomada série Fire Emblem. De qualquer forma entre as experiências que Pokémon já tentou oferecer, com certeza é melhor que Pokémon Pinball.


A conquista dos reinos

O que me fez apaixonar pelo título na época, foi justamente essa mecânica de dominação de reinos. Ao vencer determinado reino em uma batalha, você se apoderar deste reino, e também usufruir dos recursos deste reino, que podem ser shops, minas de ouro, ambientes para captura de pokémons, etc e etc.

Falando em captura, você deve recrutar os WarLords que são pessoas que você pode recrutar para seu exército, que você deve dividir entre os reinos com sabedoria, porque cada Lord tem determinada força e afinidade com determinado tipo de pokémon, o que é extremamente importante pois seu reino pode ser atacado a qualquer momento.

Você também pode delegar os reino para os lord, mandando eles concentrarem em treinar para se tornar mais forte, aumentar o seu exército, ou concentrar em conseguir dinheiro. Você também pode executar essas funções manualmente, mas quanto mais você avança no jogo, mais difícil é fazer todas as tarefas manualmente, então o melhor é delegar mesmo.

No Nobunaga's existe um gerenciamento de reinos infinitamente mais complexo, mas aqui no Pokémon Conquest ficou bem simplificado e na medida certa.


Os Pokémons e os WarLordes

Cada WarLord tem um determinado pokémon, mas cada WarLord pode capturar mais pokémons para si mesmo, mantendo até 3 pokémons. Um link é criado entre o WarLord e o pokemon que vai de 0% até 100%, quanto maior a porcentagem, mais forte este WarLord vai ser.

Cada WarLord também tem seu par pokémon perfeito, e encontrar este par é um desafio, mas caso você consiga, terá em mãos um WarLord verdadeiramente poderoso.

Outro ponto interessante de comentar é que os designs de cada WarLord são bem legais e geralmente são feitos para combinar com os pokémons, e inclusive alguns WarLords evoluem a aparência, para demonstrar maior força.

O seu personagem é o único WarLord que possui 3 evoluções para cada versão (você pode escolher o gênero do seu personagem no início), mas outros WarLords mais fracos não possuem evoluções.


Pokemon Conquest Mapa


Parte Ruim

História simples

A história é bem simples, basicamente diz a lenda que ao conquistar os 17 reinos, um pokémon lendário irá aparecer, e graças a essa lenda os reinos estão em constante guerra. Nobunaga quer dominar todos os reinos para destruir o mundo e você luta contra seu exército para salvar o mundo.

Infelizmente é uma história bem simples que dá a desculpa para a batalha entre os reinos, mas eu sinceramente gostaria que tivesse sido melhor elaborada mas é difícil esperar algo no nível de Fire Emblem, o que nos leva exatamente ao próximo ponto.


Um jogo de baixo custo

Sem dúvida nenhuma esse jogo foi feito com um baixo custo de produção, e isso reflete em vários pontos, como por exemplo na história simples, nas as músicas repetitivas, no gameplay simples, nas “animações” e etc.

Se esse corte no custo de produção fosse refletido no preço final do produto, estaria um pouco melhor, mas não foi esse o caso. Entendo que esse é um produto de nicho, e que as produtoras não esperava tanto retorno, mas eu adoraria ver uma continuação com mais recursos, e considerando as boas reviews que este jogo recebeu, não entendo porque ainda não fizeram.


Final ruim e fator replay

O final do jogo é bem simples, nada espetacular e broxante. Depois de finalizar o jogo, o game te abre novas missões secundárias, que foca em cada WarLord principal. Algumas pessoas vêem isso como positivo, conteúdo extra. Eu simplesmente vejo isso como falta de criatividade em colocar todo esse conteúdo extra no meio da campanha principal.

Depois de completar as principais missões extras, abre a super missão Rank S, que é basicamente o mesmo jogo, conquistar os 17 reinos, mas dessa vez você vai lutar ao lado do Nobunaga, e pode recrutar todos os WarLords (algo que você não pode fazer na campanha principal).

E adivinha só? Mesmo depois depois de fazer várias missões extras para abrir a missão final, e jogar praticamente o jogo todo de novo, o final ainda é bem simples, nada espetacular e broxante. Talvez se esse fosse o único jogo que eu tivesse, seria um ponto positivo, mas hoje com tanta oferta no mercado, prefiro uma experiência única e robusta.


Pokemon Conquest Batalha


Conclusão

RankB

Pokémon Conquest tem uma mecânica de monte o seu exército e conquiste os reinos bem interessante e que eu me apaixonei a primeira vista. Mas infelizmente essa paixão inicial pelo o titulo me impediu ver os defeitos que agora jogando pela segunda vez ficaram mais evidentes para mim.

Infelizmente não foi um título melhor por ser um jogo de baixo custo focado no público mais novo, mas com certeza mesmo estando longe de ser perfeito eu recomendo este título!


FacebookTwitterGoogleTumblrReddit